Shiatsu

A arte do shiatsu

A arte do shiatsu, praticada para criar equilíbrio na nossa energia, é uma parte inata de ser-se humano. Emprega o uso das nossas mãos como uma extensão do nosso coração e como expressão da nossa compaixão.

 

Saul Goodman

 

 

“Pressão com os dedos” é o significado do termo japonês “Shiatsu”, um método de tratamento que visa a manutenção e recuperação da saúde, através do reequilíbrio da rede energética do nosso corpo.

 

Através do poder do toque e da pressão, a terapia de Shiatsu, estimula a capacidade de auto cura do recetor do tratamento, induzindo a um relaxamento profundo e a uma sensação de bem-estar. Por vezes, é um processo dinâmico, outras, aparentemente estático, sendo aplicada pressão e executados estiramentos dos membros e tronco com o objectivo de remover tensões generalizadas, libertar músculos contraídos e dar apoio a zonas do corpo que se encontram fragilizadas. Do ponto de vista de quem recebe, a massagem de Shiatsu é profundamente relaxante, embora revigorante, comunicando uma sensação de tranquilidade e a consciência de um contacto profundo com cada zona do próprio corpo.

O Shiatsu entende o homem como um ser integral, como parte do Universo, cuja expressão é o somatório de componentes físicos, mentais e espirituais em constante relação com a natureza e com todos os seres humanos. Atua eficazmente como medida de prevenção; conserva o corpo saudável, flexível e equilibrado e controla as mudanças de energia que podem ser precursoras de doença.

 

Atualmente a definição oficial dada pelo Ministério da Saúde e Bem-estar do Japão é a seguinte: “A terapia Shiatsu é uma forma de manipulação executada com os polegares, com os dedos em geral e com as palmas das mãos, sem empregar nenhum instrumento, mecânico ou não, para exercer pressão sobre a pele humana, visando corrigir o mau funcionamento interno, promover saúde e tratar de doenças específicas”.

Indicações

 

Stress, cansaço, depressões, insónia, ansiedade, tensões, lombalgias, ciática, má digestão, prisão de ventre, falta ou excesso de apetite, fortalecimento do sistema imunológico, problemas no aparelho respiratório, problemas no ciclo menstrual, correção postural, etc.

Indicações

 

Stress, cansaço, depressões, insónia, ansiedade, tensões, lombalgias, ciática, má digestão, prisão de ventre, falta ou excesso de apetite, fortalecimento do sistema imunológico, problemas no aparelho respiratório, problemas no ciclo menstrual, correção postural, etc.